Início de ano otimista com vacinas e pacotes econômicos

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

O início das vacinações nas principais economias, o pacote de incentivo à economia norte-americana e o bom sentimento dos investidores em relação ao acordo pós-Bréxit fez com que o Ibovespa encerrasse o último pregão do ano com 1% de alta nos 119.017 pontos.

O dólar, por sua vez encerrou em queda de 0,26%, fechando em R$ 5,19.

Após o desmembramento comercial de União Europeia e Reino Unido os investidores estão bem atentos. Com as novas regras, é importante acompanhar indícios de contratempos nos fluxos comerciais.

Utilizando a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e AstraZeneca, hoje (04/12), o Reino Unido tem a intenção de dar início ao processo de imunização da população contra a Covid-19.

Sábado (02/01), houve um novo recorde de 57.724 contaminações no país. Boris Johnson, primeiro-ministro do Reino Unido, anunciou no domingo (03/01) que havendo crescimento no número de novos casos, serão adotadas novas restrições.

Os Estados Unidos também no sábado apresentaram o recorde de contaminações, com 291.384 pessoas infectadas.

Entretanto, a distribuição de vacinas para a população e os estímulos cedidos pelo Governo trazem expectativa de lucros para este ano.

Terça-feira (05/01), os investidores monitoram as eleições na Geórgia, ao que tudo indica os democratas poderão ser maioria tanto no Senado quanto na Câmara.

Nesta semana a produção industrial de novembro, as vendas de veículos da Anfavea e da Fenabrave e a balança comercial (os três referentes a dezembro) serão serão as principais divulgações.

O PMI composto das economias predominantes, assim como os dados de inflação (CPI e PPI) e de confiança do consumidor serão os destaques no exterior.

Não deixe de acompanhar o Café Econômico em nosso canal do YouTube para se manter atualizado durante a semana. De segunda a sexta às 8h20 da manhã.

Bons negócios e conte conosco nos investimentos!