Após Biden ser eleito, economias mundiais sobem

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Com a diminuição das incertezas no cenário macro pós eleições dos EUA, o Ibovespa encerrou a semana avançando com alta de 7,42% nos 100.925 pontos.

O Dólar por sua vez, teve a maior queda semanal desde a semana de 05 de julho deste ano com queda de 6,01% em comparação ao real, fechando em R$ 5,39.

Neste momento os índices futuros seguem em alta: S&P 500 +1,41%; o Nasdaq Futuro +1,95% e o Dow Jones +1,22%.

Esta é a primeira semana após a eleição de Joe Biden como presidente dos EUA, a confirmação veio no sábado (07) à tarde onde foram feitas as contagens de votos de Nevada e Pensilvânia, sendo decisivo para esta disputa acirrada.

Como o país não possui um órgão responsável pelo anúncio do resultado e assim anunciar o resultado da votação, é costume que a imprensa seja encarregada por revelar a informação. Sendo assim, no sábado o jornal The New York Times e outros veículos relevantes anunciaram que Joe Biden obteve os 270 delegados estabelecidos para ser eleito presidente nos Estados Unidos.

Conforme o esperado, Donald Trump não concordou com sua derrota, e afirma questionar a apuração dos votos pela Justiça. Analistas consideram que a chance de o resultado ser alterado seja pequena.

O resultado dos votos para o Senado continua prendendo a atenção do mercado. Até o momento, republicanos e democratas estão igualados, cada um com confirmação de 48 senadores confirmados. O resultado da Geórgia provavelmente determinará se democratas sairão à frente ou republicanos serão mantidos no poder.

A possibilidade de haver uma presidência democrata e senado republicano, seria bem aceita pelo mercado. Desta forma o poder de Biden seria delimitado para realizações de reformas econômicas mais drásticas.

Enquanto as eleições norte-americanas foram o centro das atenções, os dados sobre o coronavírus são preocupantes. Os Estados Unidos vêm apresentando aumento do número de infectados, sendo o primeiro país a exceder a quantidade de 100 mil novos casos.

Com o crescimento das infecções, economistas do banco Goldman Sachs diminuem suas expectativas de crescimento global em 2021 para 6%. Com o novo lockdown em execução na Europa, há previsão de queda de 12% na atividade econômica da França.

Nesta semana a divulgação dos índices de atividade econômica IPCA com Ajuste, Vendas no Varejo (Anual e Mensal), Confiança do Consumidor, Crescimento do Setor de Serviços, IBC-Br e BRL serão as principais divulgações.

Não deixe de acompanhar o Café Econômico em nosso canal do YouTube para se manter atualizado durante a semana. De segunda a sexta às 8h20 da manhã.

Bons negócios e conte conosco nos investimentos!

 

× Como posso te ajudar?