Com 70% de eficiência, vacina leva bolsas a subirem

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Mesmo com notícias sobre uma possível segunda onda de Covid-19 no Brasil, a recuperação de papéis mais atrelados à economia e o otimismo em relação ao desenvolvimento da vacina levou o Ibovespa a encerrar a semana nos 105.941 pontos, com alta de 1,2%.

O Dólar, por sua vez, encerrou a semana em queda de 1,36% em comparação ao Real, fechando em R$ 5,39.

A divulgação feita pela farmacêutica AstraZeneca relatando a eficácia média de 70,4% para prevenção contra o coronavírus trouxe otimismo para os mercados. As bolsas européias e os índices futuros americanos voltam a subir com a expectativa da vacinação.

As principais apostas do governo federal brasileiro estão na vacina da AstraZeneca e da Universidade de Oxford. Conforme o acordo firmado, a fundação Oswaldo Cruz irá produzir 100 milhões de doses, pelo valor de R$ 1,9 bi.

A eficiência da vacina deu-se conforme a aplicação. Com uma dose inteira na primeira aplicação e outra dose 30 dias depois, os resultados foram 62% satisfatórios. No entanto, ao aplicar meia dose e uma segunda dose inteira 30 dias depois, a efetividade subiu para 90%. O que contribui na distribuição da mesma, uma vez que utilizando doses menores do estoque programado, o produto poderá garantir proteção superior.

Segundo a revista científica The Lancet, os resultados dos testes mostram que o produto leva à produção de anticorpos e é confiável.

Mesmo com o governo alemão ter prenunciado a possibilidade de manter o lockdown por mais um mês, as bolsas continuam em alta na Europa.

Na sexta-feira, mais uma vez houve o recorde de contaminação nos Estados Unidos, sendo registrados 198.585 casos. Mas mesmo diante deste cenário, os índices futuros continuam subindo por lá devido ao otimismo sobre o desenvolvimento da vacina.

Nesta semana os dados do mercado de trabalho (Caged e PNAD), de crédito, de inflação (IPCA-15 e IGP-M) e o resultado primário do governo central serão as principais divulgações.

Já no cenário global, as atas das últimas reuniões de política monetária dos Estados Unidos e do Méxicos, o PIB da França e da Alemanha e os PMI’s e PPI’s das principais economias serão divulgados.

Não deixe de acompanhar o Café Econômico em nosso canal do YouTube para se manter atualizado durante a semana. De segunda a sexta às 8h20 da manhã.

Bons negócios e conte conosco nos investimentos!

× Como posso te ajudar?