Como ganhar dinheiro nos investimentos com a Selic caindo?

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Você sabe quais são os tipos de investimentos que se tornam atraentes com a queda da Selic? 

Definida pelo COPOM (Comitê de Políticas Monetárias), órgão do Banco Central, a Selic é a taxa básica de Juros do Brasil, ou seja, essa é a taxa que os bancos pagam para pegar dinheiro emprestado com o governo. Sendo assim, ela se torna o Benchmarking para qualquer outro tipo de investimento de renda fixa (Poupança, CDB, LIC, LCA e LC).

Com isso já podemos entender por que você sempre receberá uma rentabilidade de investimento menor que a Selic ou pagará um valor de juros superior à Selic para pegar um empréstimo no banco.

Além dos investimentos tradicionais que os bancos oferecem, também existem os investimentos em Títulos públicos que variam em 3 tipos básicos: Tesouro Selic, Tesouro Pré-Fixado e Tesouro IPCA. Falamos deles mais especificamente no post “Você que investe em renda fixa já sabe como a Selic pode influenciar seus investimentos?.

O Tesouro Selic é o único investimento que irá pagar, com liquidez imediata, um juro equivalente à Selic. Parece vantajoso, né, mas vamos fazer uns cálculos.

Taxa Selic atual: 5,5% a.a.

Inflação Projetada para 2019: 4,1%

Rentabilidade Líquida sem IR: 1,4% ao ano.

Rentabilidade Líquida com IR (12 meses = 20% de IR): 1,12% a.a.

1,12% é o que você terá de rentabilidade líquida em 2019 caso você invista no Tesouro Selic, que é o único que pagará o valor integral da taxa de juros.

Então, como consigo fazer um bom investimento com a queda dos juros?

Você tem basicamente duas opções:

1 – Marcação à Mercado

Se você já tem algum título do tesouro Pré-Fixado, que foi adquirido a alguns anos atrás, você pode fazer uma marcação a mercado. O título pré-fixado é construído de forma que na data de vencimento você receba R$1000, por unidade adquirida, independente da taxa que ele estiver pagando.

A marcação à mercado funciona da seguinte forma: 

Vamos supor que você comprou um título pré-fixado em 2015 com vencimento em 2020 com preço Unitário (PU) de R$497,72 e a uma taxa de Juros ao Ano de 15%.

Agora, suponha que 3 anos após você adquirir esse título, ele passe a pagar uma taxa de apenas 5,5% ao ano. Para que esse título tenha um valor igual a R$1000,00 na data de vencimento (nos próximos 14 meses), o seu PU tem que amentar de valor. Se você desfizer do seu título nesse caso, ele sairia de R$497,72 para R$851,60, uma valorização de 71,10% em 3 anos.

Esse é um dos casos mais comuns de especulação em renda fixa que muitos investidores experientes utilizam para acelerar a sua rentabilidade.

2 – Bolsa de Valores

O segundo tipo de investimento que se torna atraente com a queda dos juros é a Bolsa de Valores. Existem dois fatores relevantes que fazem as ações se tornarem mais interessantes.

O primeiro é a própria renda fixa que passa a não pagar uma boa rentabilidade, ficando praticamente no zero a zero ao longo do ano.

O segundo, é o fato que um juro baixo estimula a população a consumir mais, uma vez que o crédito é facilitado. Dessa forma, as empresas têm que produzir mais para atender a demanda, logo, essas empresas têm um faturamento maior valorizando as suas ações.Se você quiser saber mais sobre o mercado acionário, siga-nos nas redes sociais, temos muito conteúdo já produzido e semanalmente abordamos um determinado tema com diferentes níveis de aprofundamento. E para saber mais sobre a “Taxa SELIC”, clique aqui.