Café Econômico

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Greve dos caminhoneiros (de novo) e a Guerra dos Tronos de Brasília

Guerra dos Tronos em Brasília, um novo capítulo a cada dia, Novas manifestações, agora contra o governo marcado para dia 12, Greve dos caminhoneiros sem apoio de entidades, deve acabar hoje

Política: 

O estresse em Brasília está longe de acabar. O Congresso foi “brando” em reprimir a tempestividade do presidente e na prática, não gerou efeito nenhum de acalmar a briga.  

Bolsonaro fez reunião com ministros e disse que não vai recuar nas acusações contra Alexandre de Moraes e pediu ao corpo jurídico que ache saídas para que a PF não precise cumprir ordens que ele considera inconstitucionais e autoritárias dos ministros do STF. 

Fux foi mais incisivo e disse que ninguém vai fechar esta corte e que ameaças a independência dos Poderes constituem “crime de responsabilidade a ser analisado pelo congresso”. O problema é que o  congresso tá encima do muro porque depende de apoio popular e Bolsonaro colocou muita gente na rua, na terça. 

Impeachment. Foi muito ventilado essa possiblidade na terça e ontem, vários partidos novamente estão se organizando para fazer um grande pedido, mas na prática não há maioria de apoio na Câmara para avançar com a proposta. Deve terminar em pizza até que algo de novo aconteça.  

Uma saída para essa crise, que só vai subindo de temperatura vem do vice-presidente Mourão. Passar o inquérito da Fake News para o PGR e tirar da mão de Moraes, relator no STF. Proposta tem adeptos mas pela ótica do STF seria muito improvável de acontecer.  

O que dá sobrevida ao presidente são as pessoas que forma a rua no dia 07, e as manifestações contra governo forma mínimas, por isso o MBL quer organizar uma nova manifestação, contra governo no dia 12. Se for um fiasco, vai dar mais autoridade para o presidente, é uma estratégia arriscada.  

Congresso parado até 2022. Com todo esse stress é difícil alguma coisa avançar no congresso nos próximos meses. Reformas, propostas, projetos, privatizações etc. O foco deve se concentrar no orçamento de 2022 o que por si só, já é um problema grande.  

Greve dos caminhoneiros. O Presidente mandou áudio para os caminhoneiros pedindo para eles desistirem das paralizações. Áudio foi confirmado pelo ministro de infraestrutura Tarcísio que acredita que tudo deve se normalizar hoje. Diferente de 2018 não há entidades apoiando o movimento e um o presidente da ABRAVA que liderou a manifestação em 2018 disse que o movimento tem cunho político e está sendo financiado por empresas e agronegócio que se beneficiaram da escassez de produtos . 

Economia: 

As 09h teremos IPCA de Agosto com expectativas de queda para 0,70% contra 0,96% no mês anterior. Ainda é alta, mas uma alta em menor velocidade.  

Internacional: 

As 09:30h teremos entrevista com Lagarde do Banco Central Europeu falando sobre as expectativas para zona do Euro e projeções. 

Inflação na China. CPI (inflação para o consumidor) veio em 0,8% no anual, abaixo do esperado que era 1% Já a PPI (inflação para produtor) veio 9,5% acima do esperado que era 9%.  

Bovespa: 

O pregão de ontem foi marcado por um volume ligeiramente acima da média 37 bilhões, onde a média vem sendo de 34 bilhões. A falta de previsibilidade de curto prazo para descobrir quem será o bombeiro da vez  

Youtube: Acompanhe ao vivo nossa transmissão diária do Café econômico todos os dias as 08:20h da manhã no nosso canal do Youtube 

Spotify: Após a transmissão ao vivo, o café econômico também fica disponível em formato de Podcast no Spotify.